Programa de Parcelamento para Ingresso no Simples Nacional é reaberto

Notícias Município de São Paulo
A Prefeitura da Cidade de São Paulo reabriu as inscrições do programa de Parcelamento Especial para Ingresso no Simples Nacional (PISN), para microempresas e empresas de pequeno porte. O PISN tem por objetivo facilitar a adesão do contribuinte ao Simples Nacional, permitindo a regularização de débitos com a Fazenda Pública Municipal, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, vencidos até 30 de junho de 2008. A data-limite para ingresso no programa é 30 de janeiro.
De acordo com a Portaria Intersecretarial SF/SNJ nº 01/2009, publicada no Diário Oficial da Cidade de São Paulo no dia 22 de janeiro, que regulamenta a adesão ao programa, a inscrição no PISN deverá ser feita exclusivamente pela internet, no site da Prefeitura, em relação aos débitos decorrentes do Imposto sobre Serviços (ISS). O contribuinte deverá acessar o aplicativo específico para adesão ao PISN e selecionar os débitos de ISS a ser incluídos no parcelamento. Quanto aos demais débitos de responsabilidade da microempresa ou empresa de pequeno porte e de seu titular ou sócio, o ingresso no PISN deverá ser feito mediante requerimento, que deverá ser assinado pelo contribuinte, por seu representante legal ou procurador.
O documento deverá ser apresentado na Praça de Atendimento da Secretaria Municipal de Finanças, localizada no Vale do Anhangabaú, nº 206, ao lado da Galeria Prestes Maia, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.Ainda de acordo com a portaria, a dívida poderá ser paga em parcela única ou em até 100 prestações mensais, iguais e sucessivas, sendo que o valor de cada uma não poderá ser inferior a R$ 100,00. O valor de cada parcela, na ocasião do pagamento, será acrescido de juros equivalentes à Taxa Selic, acumulada mensalmente, e de 1% sobre o valor principal, relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado.Vale lembrar que não poderão ser incluídos no PISN débitos de ISS relativos aos serviços sujeitos à retenção na fonte e débitos que sejam objeto de outro parcelamento em andamento. Também não é permitida a adesão ao programa na hipótese de reingresso de microempresa ou empresa de pequeno porte no Simples Nacional.

Direito e Gestão Empresarial
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs Adicionar esta notícia no Linkk Selo Yoomp 110x20 Azul

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como colocar seu produto nas prateleiras dos grandes varejistas

Tudo sobre o projeto do Microempreendedor Individual (MEI)

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira