O e-commerce e as micro e pequenas empresas

por Loreane Brandizzi, da Unidade de Atendimento Individual do Sebrae Nacional, via o  Mercado ao seu Alcance.
Também conhecido como e-commerce ou loja virtual, os sites da internet especializados em venda de produtos ou serviços possuem os seguintes proveitos:
Tanto o Empreendedor Individual, a Micro, a Pequena, a Média e a Grande Empresa podem utilizar este método de vendas, por meio de uma loja virtual;
  • Qualquer pessoa pode acessar a loja virtual, em qualquer lugar do mundo;
  • Possibilita a diminuição de custos com aluguel de lojas físicas;
  • Permite a venda do produto ou serviço para todos, desde que haja um método de fretamento.
Lembre-se antes de iniciar que é necessário analisar as principais características dos produtos ou serviços para verificar se a comercialização pela internet será eficiente.
Forma de Registro da empresa
Para sua empresa possuir um e-commerce não precisa de nenhuma licença especial, basta ela está formalizada e para isso, vale os critérios abaixo:
  • Empreendedor Individual: Faturamento anual de até R$ 36.000,00;
  • Micro empresa: Faturamento anual até R$ 240.000,00;
  • Empresa de pequeno porte: Faturamento anual entre R$ 240.000,00 e R$ 2.400.000,00.
Consulte o SEBRAE para entender melhor os enquadramentos e obter apoio para criação de seu plano de negócio.
Entendendo o e-commerce
Assim como no mundo real, no mundo digital você precisará de alguns requisitos para montar um comércio, são eles: Um domínio (o endereço), uma hospedagem (o terreno) e um programa de e-commerce (uma casa).
Um endereço: O Domínio
O Domínio será o endereço de seu e-commerce na internet, por exemplo, www.suaempresa.com.br .  Para organizar os endereços da internet existe uma instituição chamada Registro, acessando www.registro.br, você poderá escolher e comprar o seu domínio.
Nesta escolha considere os 3 pontos abaixo:
  • Que tenha a ver com o nome da empresa;
  • Que não seja comprido demais;
  • Que seja facilmente lido e memorizado.
Para utilização do domínio você deverá pagar um valor anual de aproximadamente R$ 30,00 ao Registro.br.
O terreno: A hospedagem
Diferente do que acontece no mundo real, no mundo digital o endereço não vem junto com o terreno, é necessário alugar um espaço para construir sua casa. Este espaço onde você irá colocar o e-commerce é chamado de hospedeiro. Trata-se de um computador especial onde seu e-commerce será instalado.
Para adquirir este espaço é necessário pesquisar por empresas de hospedagem de sites, existem inúmeras na internet com diversos valores.
Uma casa: O E-commerce
Concorda que o lote sem a casa não tem utilidade? Justamente isso acontece na internet.
O E-commerce é um programa de computador que será instalado em seu servidor de hospedagem e terá as funcionalidades que permitiram a venda de seus produtos ou serviços.  Este programa de computador, ou software, é desenvolvido por especialistas em programação de computadores, que podem ser chamados de: Programador, Webdesigner, Webdeveloper, Webmaster, etc.
Para construir sua casa normalmente você contrata um pedreiro ou mestre de obras, ou seja, alguém que saiba construir casas, justamente isso acontecerá para construção de seu e-commerce, você precisará entrar em contato com uma empresa especialista no desenvolvimento de e-commerce e contratá-la para desenvolver o seu.
No processo de desenvolvimento do sistema de e-commerce, converse com o programador e mantenha-se atento a esses pontos:
  • Busque saber sobre o Sistema de Segurança da informação utilizado em sua loja virtual, ataques de hackers são muito freqüentes e a segurança tem de ser reforçada para evitá-los;
  • Garanta que seu e-commerce tenha um bom e intuitivo método de navegação, para que seja fácil de utilizar;
  • Entenda como funcionarão os fluxos de compra e venda dos produtos, inclusive quanto ao armazenamento das informações sobre os clientes e a gestão do estoque de mercadorias;
  • Procure interligar seu sistema ás redes sociais e usá-las como ferramenta de marketing e divulgação de seus produtos;
  • Busque métodos de tornar sua loja virtual mais presente em mecanismos de buscas, visando aumentar a quantidade de acessos ao seu e-commerce.
Como meus clientes irão pagar suas compras?
Atualmente existem ferramentas muito eficientes para pagamento de compras pela internet, essas ferramentas podem ser contratadas para seu e-commerce e fornecem métodos facilitados de pagamento em troca de pequenos percentuais das compras realizadas. Para a maioria delas os meios de contratação do serviço são muito simples:
Basta cadastrar-se na ferramenta para receber códigos que são implantados no seu e-commerce, e pronto, já poderá receber os pagamentos de diversas formas que podem ser:
  • Cartões de crédito;
  • Transferência on-line para bancos;
  • Boleto bancário;
  • Transferência entre contas da ferramenta.
Os valores dos pagamentos realizados podem ser transferidos para sua conta bancária.  Para usar este serviço é pago uma taxa em cima de cada produto vendido que pode variar em média de 2% à 7%.
Converse sobre as formas de pagamento com seu WebMaster, ele que irá ajustar seu e-commerce para que os pagamentos possam ser efetuados. Lembrando que existem diversas empresas que fazem essa interlocução entre e-commerce e os pagamentos das vendas. Pesquise e escolha a mais rentável para você.
E agora? A quem procurar?
Primeiramente você deve procurar uma empresa especializada na criação de programas de computador do tipo e-commerce. Esta empresa irá executar todas as fases de construção de seu e-commerce.
Para contratar estes profissionais, exija sempre:
  • Um contrato que possua dados sobre a manutenção do e-commerce posterior sua instalação;
  • Um cronograma detalhado e organizado das atividades á serem executadas para desenvolvimento do e-commerce;
  • E outros documentos que achar importantes para resguardar os seus e os direitos da empresa contratada.
Acompanhe sempre o decorrer do desenvolvimento de sua loja virtual, lembre-se, este é o projeto da edificação de seu comercio, na internet.
Outras formas de vender pela internet.
Existem outras ferramentas na internet que você pode usar para vender seus produtos, elas não funcionaram como uma loja virtual específica, como o e-commerce, mas podem te ajudar a inserir seus produtos ou serviços na Web:
Sites de comércio aberto:
É um site com o cadastro de um conjunto de pessoas, que podem vender ou comprar produtos umas das outras.
Na maioria desses sites, as negociações podem ocorrer de duas formas: Na primeira o vendedor negocia com o cliente via telefonema ou e-mail combinando o envio do produto e o pagamento do comprador normalmente por transferência bancária, a segunda forma pode ser  via sistema de negociação do site de comércio onde o cliente paga por boleto bancário e o vendedor só recebe o valor da venda se o produto for recebido em ordem.
Sites de compra coletiva:
São aqueles que divulgam um produto ou serviço por vez, normalmente com um desconto muito alto de forma a atrair muitos clientes para comprar o item.
Estima-se que existam mais de 100 sites destes no Brasil atualmente (2011), portanto, se quiser usar essa ferramenta, você terá muitas opções. Para saber os passos para usar as compras coletivas pela internet, acesse o site de compra e procure por mais informações para os parceiros.


Direito e Gestão Empresarial

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O auxílio doença e o Empreendedor Individual/MEI

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira

Roteiro para elaboração de contrato de prestação de serviços.