Por que colocar informações pessoais nas mídias sociais?


Por Marina Ribeiro, do www.papodeempreendedor.com.br

Mídias sociais podem gerar Networking e prospectar clientes
Há muita discussão sobre como utilizar mídias sociais em relações profissionais. Enquanto alguns aconselham não adicionar colegas de trabalho ou clientes, a empreendedora René Shimada Siegel diz o contrário. A fundadora da consultora de marketing High Tech Connect, dos Estados Unidos, defende que colocar dados pessoais nas mídias sociais pode ser benéfico para o empreendimento.
René começou seu próprio negócio em 1997. A empresa, que nasceu em sua casa, atualmente agrega mais de mil consultores de todas as partes do mundo e lida com 400 clientes. Ela utiliza toda essa experiência para escrever artigos no site da revista Inc.
No último artigo, ela defendeu seu ponto de vista dizendo que pessoas gostam de trabalhar com quem se identificam. Com as mídias sociais é muito mais fácil mostrar pontos de identificação do que em uma reunião comercial ou em uma apresentação formal.
“Seja lá o que for que as pessoas achem interessante, provavelmente não estará no meu currículo”, afirma. Sem as mídias sociais, os clientes da empresa provavelmente não saberiam que ela é uma mãe de três adolescentes que colabora com o time de futebol dos filhos. As redes permitem criar uma conexão comum com quem se interessa pelo esporte ou por crianças. “Por isso eu não acho que você deva separar sua vida pessoal da sua marca profissional”, afirma René.
No entanto, é necessário ter bastante cuidado ao gerenciar o modo de se apresentar nas mídias sociais. Veja algumas dicas:
Cuidado para não compartilhar informação demais. Tuitar sobre quanto você bebeu ontem? Um desabafo sobre seus colegas de trabalho? Opiniões extremistas?
Seus comentários on-line podem até representar sua personalidade “verdadeira”, mas podem polarizar a impressão que seus possíveis clientes e colegas têm de você. Ser apaixonado por alguma causa é normal, contudo é preciso entender que nem todo mundo vai compartilhar do seu ponto de vista.
Mostre o que você quer ser. Seja virtualmente a pessoa que você quer ser. Confiante, informado, generoso, humilde. Pessoas percebem falsidade a quilômetros de distância. Todos têm problemas, mas, assim como não gostamos de almoçar com um amigo que fica constantemente reclamando, também não seremos muito atrativos para potenciais clientes se só ficarmos falando sobre nossas frustrações ou crises na empresa. E não se esqueça de compartilhar informações que possam ajudar os outros.
Melhor ser precavido do que se arrepender depois. Assim como uma tatuagem, os pontos positivos e negativos de sua personalidade on-line podem durar mais do que você gostaria. Ainda quer festejar como um aluno de faculdade? Está sempre buscando um atalho? Falando mal da concorrência? Tudo isso influencia a opinião sobre você.
LinkedIn é uma ótima maneira de encontrar talentos profissionais, já o Facebook pode ser usado para eliminar candidatos que postam fotos engraçadinhas além da conta.
As mídias sociais não são apenas uma modinha. Se usadas corretamente, são uma ferramenta poderosa para divulgar a sua marca pessoal. Seja autêntico e profissional e lembre-se de que pessoas gostam de fazer negócios com gente de quem gostam.

Direito e Gestão Empresarial

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O auxílio doença e o Empreendedor Individual/MEI

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira

Roteiro para elaboração de contrato de prestação de serviços.