O que todas essas personalidades podem ensinar para os empreendedores (Parte 4)



A revista Época Negócios de dezembro/13 traz uma séries de rápidas entrevistas com várias personalidades empresariais e artísticas. Separei algumas passagens que achei mais interessantes e vou compartilhá-las aqui em vários posts. São passagens de grandes empresários sobre economia, empreendedorismo, inovação, liderança, dentre outras searas do mundo corporativo bastante aplicáveis no cotidiano dos empreendedores de pequeno porte.

"Eu não recomendo que você faça algo de que realmente não goste, mas existe um espaço enorme entre ser apaixonado e desgostar de uma coisa. Há muitos trabalhos interessantes, com potencial, e que fazem seu dia agradável, mas isso é diferente de paixão. É apenas uma boa ideia com a qual você está disposto a trabalhar. E é isso que importa: que a ideia faça sentido e você tenha energia e a capacidade para fazê-la funcionar."

"Uma meta é, por exemplo, conseguir o emprego do seu chefe, enquanto um sistema seria fazer networking e adquirir novas habilidades, para estar qualificado e disponível para muitos outros empregos. Empregos que podem ser bem melhores do que o do seu chefe. As metas são limitadoras e não te mostram como chegar lá. Com sistemas, você tem mais chances de a sorte te encontrar. A sorte é um fator importante para o sucesso."

"Meu plano foi tentar várias coisas e ficar com a mais competente a cada vez que eu tentava algo novo."
Scott Adams – Criador do personagem Dilbert

"Todo mundo tem esse defeito [de não escutar]. O pai com o filho, o chefe com o subordinado... No caso do chefe é mais comum porque o chefe acha que sabe mais por definição, o que é uma grande bobagem. Um filósofo disse: humildade é a capacidade de aprender com quem sabe menos do que você. Ouvir alguém de verdade é estar disposto a abrir mão da sua ideia em favor da outra, se a outra for melhor do que a sua. Boa ideia não tem dono. Toda boa ideia que eu ouço vira minha – e eu jogo fora minha velha ideia."

"Gostar do que se faz e ter uma boa parceira sentimental talvez sejam as duas principais fontes de felicidade nesse mundo."
Flávio Gikovate – Psiquiatra

"Ao analisar o cenário, somos lembrados consistentemente que o declínio é quase sempre uma companhia inevitável do futuro e tentamos preveni-lo. As organizações de maior sucesso se tornam complacentes, arrogantes, se apoiam no seus louros, olham para o passado em vez do futuro. Nós sempre tentamos não ser assim."

"Você pode contratar as pessoas com as melhores notas por quilo. Isso é commodity. Sei que sou meio grosseiro. O que é difícil contratar são pessoas com ‘drives’ não usuais, desejo de ter sucesso e qualidades e ingredientes emocionais necessários para ter sucesso."

"A pessoa tem de estar preparada para lidar com frustrações, rejeições, fracasso e conseguir se recuperar de todas estas coisas. Uma personalidade frágil não aguenta. É se recuperar de frustrações que diferencia as pessoas. Não sei nenhuma pessoa de sucesso que não tenha experimentado frustrações profundas que provocam dúvidas enormes durante suas vidas."
Michel Moritz – Sócio do Fundo Sequoia

Gostou? Curta a Fan Page (AQUI), siga o Twitter (AQUI) e assine o nosso canal do Youtube (AQUI).

Direito e Gestão Empresarial

Comentários

Anônimo disse…
Hello, Neat post. There is an issue with your site in web explorer, would test this?
IE nonetheless is the marketplace chief
and a big portion of other people will miss your excellent writing
because of this problem.

Feel free to visit my webpage ... 24 hour heating and ac repair miami fl

Postagens mais visitadas deste blog

O auxílio doença e o Empreendedor Individual/MEI

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira

Power Hacks nº4, com Ana Carla Fonseca: Economia criativa