O que todas essas personalidades podem ensinar para os empreendedores (Parte 2)


A revista Época Negócios de dezembro/13 traz uma séries de rápidas entrevistas com várias personalidades empresariais e artísticas. Separei algumas passagens que achei mais interessantes e vou compartilhá-las aqui em vários posts. São passagens de grandes empresários sobre economia, empreendedorismo, inovação, liderança, dentre outras searas do mundo corporativo bastante aplicáveis no cotidiano dos empreendedores de pequeno porte.

"Há problemas externos, mas muitas startups não prosperam no Brasil por ingenuidade dos empreendedores. Eles não sabem criar modelos de negócios. Também não resistem a três níveis de perguntas sobre como funciona o mercado no qual querem ingressar."

"O mercado brasileiro de informática representa no máximo 2,5% do mundial. Em vez de atacar os 97,5% defendemos os 2,5%. Isso que é síndrome de incompetência."
Silvo Meira – Cientista-Chefe do C.E.S.A.R. (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife)

"Empreendedor é tipo um super-herói. È o cara que vê a chance e vai, não pergunta o risco. Onde outros veem 1% de chance de dar certo, o empreendedor vê ouro puro. Está é a diferença."

"A grande esperteza do IPO é vender fatiado, porque quando você vende fatiado, você vende mais caro do que se vender para um cara só. É a mesma coisa de vender uísque em dose ou de litro. "
Marcelo Alecrim – Presidente da Alesat Combustíveis

"A emancipação sexual aumentou a rivalidade entre homens e entre mulheres, foi criado um clima de competição, atiçou tudo que tinha de ruim no ser humano. Foi um agravador terrível de consumismo. Em países de terceiro mundo – e, intelectualmente, aqui é quase quarto mundo -, a elite só piorou nesse tempo. É uma elite medíocre ignorante e esnobe. Na Europa, as pessoas consomem qualidade, não quantidade. Ela tem uma bolsa cara, mas não mil bolsas, para fazer uma disputa. Aqui há um comportamento subdesenvolvido e medíocre. E totalmente competitivo. As festas de casamento e 15 anos são patéticas. A próxima festa tem de ser maior. Isso é sem fim. É sofrimento, é infelicidade. A quantidade de volume com que as pessoas correm atrás dessas coisas é desespero."

"Estresse é ameaça. Sobrecarga cansa, mas não estressa."


"O bom líder é respeitado naturalmente não por meio do medo. As pessoas reconhecem que ele está apto para o cargo e o exerce da forma mais democrática possível, ou seja antes de tomar uma decisão, consulta quem trabalha com ele, o que não significa terceirizar a decisão. O voto final é do líder, mas não sem ouvir o de todo mundo."
Flávio Gikovate – Psiquiatra


Gostou? Curta a Fan Page (AQUI), siga o Twitter (AQUI) e assine o nosso canal do Youtube (AQUI).

Direito e Gestão Empresarial

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O auxílio doença e o Empreendedor Individual/MEI

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira

Power Hacks nº4, com Ana Carla Fonseca: Economia criativa