Você consegue contar a estratégia da sua empresa em 5 minutos?


A única coisa que não tem estratégia nesse mundo é a natureza, porque ela não é propositiva, não busca metas. Por pior que seja o cenário, há sempre uma estratégia, mesmo que tosca e inconsciente.

E o que é estratégia? Vamos assumir que é um conjunto de decisões, que orientam nossas táticas cotidianas, de forma que, no tempo, a organização consegue atingir suas metas e sua visão.

Numa época em que pipocam diariamente novos e promissores negócios digitais, vamos ver o case da maior empresa do mundo, uma varejista física, o Walmart, com meio trilhão de dólares de receitas em 2016.

Pequenas cidades do interior americano eram um mercado em declínio algumas décadas atrás, pelo êxodo e pessoas com menos dinheiro. Em resumo, menor densidade, receita circulante e alta fragmentação. Esse mercado era atendido pelo catálogo da Sears, sem o touch and feel, demora na entrega, apesar dos preços razoáveis, e a as lojas de esquina, caras e de menor mix, mas com ótimo atendimento. Apesar de ser menos atrativo do que as grandes cidades, esse mercado era subservido. O que seria melhor? 5% de um mercado atrativo ou 90% desse mercado? Para vencer, então, o Walmart tinha que ter preço melhor, bom atendimento e estar presente fisicamente. Sam Walton tornou esse mercado atrativo, fazendo um Walmart de cada vez.

Fez isso com uma plataforma de relacionamento fantástica com fornecedores e um sistema de logística espetacular. Chega nas cidades menores, cria atacadistas e passa a vender comida. Numa última decisão, cria lojas médias, seguras, iluminadas em áreas violentas das grandes cidades, não atendidas por ninguém.

Esse exemplo ilumina conceitos fundamentais para uma boa estratégia empresarial:

- Fazer coisas boas para os clientes, resolvendo algum problema e gerando valor para eles.

- Ser bom no que faz.

- Ser reconhecido por isso.

Voltando ao título do nosso artigo, você conseguiria contar sua estratégia em 5 minutos? É necessário!

As empresas tem que ter políticas bem explícitas sobre qualquer negócio que queiram fazer e não fazer aquilo que esteja fora da estratégia. Nada que possa prejudicar a marca deve ser feito, por dinheiro algum.

E como saber se uma estratégia é bem sucedida? Basicamente se ela gerou valor para quem investiu na empresa. E isso só irá acontecer se houver geração de valor para os clientes.

E estratégia tem a ver com tomada de decisões. Vamos realçar algumas das mais importantes:

- Onde jogar. Que tipo de cliente queremos.

- Como executaremos.

- Como venceremos. Qual nossa proposta de valor para esse cliente.

Pra finalizar, uma grande estratégia sempre busca levar a uma diferenciação. Diferenciação, diferenciação, diferenciação! Estratégia não é o que se diz e sim o que se faz! E se demorar mais de cinco minutos pra explicar as escolhas acima, pode ser que sua estratégia não esteja bem definida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O auxílio doença e o Empreendedor Individual/MEI

Planilhas gratuitas para auxiliar uma boa gestão financeira

Power Hacks nº4, com Ana Carla Fonseca: Economia criativa